You could put your verification ID in a comment Or, in its own meta tag Or, as one of your keywords Google+

domingo, 14 de setembro de 2008

Considerações

Faltou tempo pra atualizar o blog essa semana, mas as coisas não param aqui na "Little Farm".

A pesquisa "no" transporte público vai bem, obrigado. Estou editando as "coisas" que escrevi correndo e posto ainda essa semana.

povodoeixo[pcaA]2

Com a quantidade de goianienses indignados também, com a cidade em que vivem, e que por vez ou outra são interrogados por minha pessoa, reafirmo minha posição de entusiasta da cidade, e não um arqui-inimigo.

300px-Lindomar

Acontece que, recebo emails/telefonemas/sinais-de-fumaça onde o assunto é "chamar a cidade de Roça".

Well, primeiro, eu só me importo com comentários dotados de argumentos cabíveis e bem-humorados;

Segundo, não eu não sou fake;

Terceiro, sim, eu acho que Goiânia poderia ser mais do que é hoje[EDUCAÇÃO, CULTURA, ENTRETENIMENTO]

Quarto, Roça asfaltada, pra mim, nada mais é que uma analogia do modo de vida goianiense, caracterizado pelo provincianismo e atraso cultural.

Quinto, a idéia desse blog é criticar/informar, que pode ser entendido por alguns como irritar/surpreender.

Assim, fica a justificativa, e o conselho aos desavisados/indignados:

Carroça no asfalto. Um blog sobre Goiânia Roça City, não quer que os goianienses sejam expurgados/humilhados/extintos da sociedade brasileira, e SIM, quer alertar aos cidadãos que a cidade pode e deve seguir o fluxo de uma verdadeira capital.

Aos visitantes de outras cidades [as vezes menos, ou mais desenvolvida] o blog serve como fonte de informação/comparação.

Aos jornalistas locais: como um lixo!

Aos blogueiros: + um blog

Para mim: a oportunidade de fazer o que gosto[criticar/informar] de uma maneira que me atrai [blogando]

goiania

Ser segundo no ranking de qualidade de vida, é apenas o começo.

e eu continuo com a carroça no asfalto......

PS: Minhas considerações especiais a minha amiga Dani, que teve o cuidado de expressar seu desacordo com o Título do blog...

Reações:

13 comentários:

Anônimo disse...

eu gosto do nome do seu blog....
parabens pelo trabalho...

Mymi disse...

É realmente um nome polêmico.

=}

Mestre Zen disse...

Eu ouvi de um sábio blogueiro que se você está fazendo inimigos é porque está fazendo alguma coisa certa...
Então tamo no caminho do sucesso kkkkkkkk

Aurélio Reis disse...

@anonimo(a) obrigado!

@mymi: era essa a intenção =D

@mestre zen: como diz um amigo meu: PODE CRÊ =D

Alexandre disse...

Por que o blog "CARROÇA NO ASFALTO" tem incomodado tantas pessoas?

Eis aí uma questão interessante de se pensar e analisar.

Contrariamente ao que alguns pensam e tem manifestado, vejo que o senhor Aurélio Reis tem de alguma maneira contribuído substancialmente para o (re)olhar crítico e reflexivo dos problemas e questões que envolvem a cidade de Goiânia atualmente, em seus aspectos de infra-estrutura, políticas publicas, educação (formal e cidadã), saúde, trânsito, sistema de transporte público, desenvolvimento econômico, atuação das empresas e indústrias, problemas ambientais, segurança pública, análise do modus operandi dos meios de comunicação regional e local, inovações tecnológicas,apoio ao esporte, e incentivo às variadas formas de manifestações culturais; além é claro de estar sendo um excelente instrumento de informação atual e relevante, do que ocorre no cenário goianiense cotidianamente, e que muitas vezes não chega a ser noticiado em nenhum jornal desta cidade, seja de massa ou acadêmico.

Com base nisto, penso que, o fato de simplesmente correr os olhos por este blog, de maneira rápida e superficial (o que, por si já é um indício de alienação tecnocrática, induzida em meio tecnológico)não permite a ninguém poder deduzir conclusões sobre o relevante e significativo trabalho produzido pelo senhor Aurelio.

Se queremos dialogar com ele, criticá-lo e propor novos olhares devemos então, primeiro analisar todo o trabalho produzido desde que iniciou suas atividades, refletir sobre os pontos positivos e negativos da proposta do CARROÇA NO ASFALTO, para depois debatermos.

Sentir-se incomodado com a expressão Goiânia Roça City, revela-nos, por lógica, duas premissas prováveis: 1ª- Pensa que Goiânia já é uma completa metrópole e que não temos mais nada de atraso a ser dialogado; ou, 2ª- Sente um robusto complexo de inferioridade por ser ao mesmo tempo goianiense e goiano, e prefere então, rosnar, atacar e morder do que capacitar-se a pensar e dialogar.

É preciso entender que, com esta expressão metafórica, o senhor Aurélio não está ingenuamente chamando Goiânia de roça; mas sim, provocando e incitando a abertura de uma reflexão e diálogo sobre a cidade, seus cidadãos e sua cultura, em todas as suas perspectivas e possibilidades.

Pois, é somente por meio do diálogo, calmo ou traumático, que os povos e suas culturas evoluíram e poderão evoluir. Acreditar que está tudo bem, que certos assuntos e temas não devem ser pensados e debatidos, é acreditar na estagnação, no retrocesso, na reprodução sistemática dos medíocres conhecimentos que se tem, e por fim não chegar a lugar algum.

Neste sentido, é com muita honra e orgulho que saúdo o nobre amigo e comunicador paulista Aurélio Reis e seu inovador e empreendedor projeto.

Vida longa ao Carroça no Asfalto.

Prof. Alexandre Ribeiro.

Dani disse...

Aurélio,

Ao contrário do que muita gente possa pensar pelos insultos velados dirigidos carinhosamente a mim em outro comment ( adoro fazer sucesso ), não tenho nada a dizer a não ser que me ressinto sim com o título do seu blog.
Acho bacana e até louvável que alguém queira chamar atenção para os problemas que enfrentamos aqui, que são os mesmos enfrentados em qualquer outra cidade do Brasil.
Mas depende muito da forma como se faz isso.Uma coisa é dizer que a cidade merece mais incentivo, cuidado e atenção.Outra coisa totalmente diferente é críticar sem propor algo que realmente some algum valor.E isso na minha opinião é simplesmente denegrir e falar mal, colocar pra fora a insatisfação sem alterar nada.
Como vc já sabe, eu nasci, cresci e escolhi continuar vivendo aqui.Mais do que isso, meu sobrenome é Teixeira sim !Minha família fundou essa cidade e meu amor por ela não vem só por esse motivo.
Eu gosto pelo modo como ela cresce, pelas milhares de luzes que podemos ver multiplicadas dia a dia.
Eu gosto sim de ver uma carroça andando no asfalto lembrando as origens agrárias do Estado, dividindo o mesmo espaço com uma BMW.
Eu gosto sim da enorme variedade de sons que são produzidos aqui, sejam pelas buzinadas no trânsito, um berrante ecoando na avenida Goiás ou a batida do trio-elétrico.
Eu gosto de saber que a apenas 107km daqui posso me deliciar com um banho de cachoeira em Piri.
E sobretudo eu gosto e respeito as pessoas que aqui trabalham,que daqui tiram seu sustento e que optam por viver aqui.
Como já te disse, eu não sou caipira e me ressinto muito por vc tratar a minha cidade dessa forma tão pejorativa,sobretudo pq somos amigos e gosto MUITO de vc.
Quer criticar? A liberdade de expressão é mais do que um direito conquistado, vc pode e deve lançar mão dele a hora que quiser.Mas se quer realmente fazer a diferença, então faça.Faça algo.
Buda ficou lá sentado e o máximo que conseguiu foram alguns adeptos, mas o mundo continua o mesmo.Pense nisso.
Terei um prazer enorme em ajudar caso queira realmente fazer algo por Goiânia,como o pessoal que fundou o Martim Cererê, como a galera do Projeto 777 que arregaçou as mangas e foi em busca de espaço para o rock,ou como o grupo Vidda que ampara os doentes de AIDS.Essas pessoas sim fazem a diferença, pq elas não estão atras de um teclado cutucando o dedo em feridas, elas estão de alguma forma curando-as.
Quando quiser dois braços e uma voz potente para ir a luta armada por uma Goiânia muito melhor, pode contar comigo.Enquanto isso hun, essa é minha única participação no seu blog.
E antes que alguém perca seu tempo direcionando a mim qquer tipo de insulto ou ameaça velada pelo fato de eu ser um ser pensante e sem medo de dizer o que penso, mande-me logo seu email com endereço para que eu possa lhe enviar uns carnês das Casas Bahia.O dia que alguém pagar as minhas contas pode falar o que quiser, até lá o silêncio é de ouro.

Aurélio Reis disse...

@Alexandre obrigado professor.[sem mais] =D

@dani obrigado por manifestar sua opinião aqui no blog.

Não que eu deva, mas, faz-se necessário, então lá vai:

Goiânia não é a única capital que conheço [morar-conviver-acompanhar];
Os motivos que me trouxeram até aqui, não estão disponíveis para os ilustres leitores [o about é Goiânia e sua qualidades únicas, não o "carroceiro do asfalto" que vos dirige a palavra.

Dani says:
Buda ficou lá sentado e o máximo que conseguiu foram alguns adeptos, mas o mundo continua o mesmo.Pense nisso.

Não percebo a relevância dessa parte, visto que INFORMAR/CRITICAR é algo que pode ser considerado como: "FAZER ALGUMA COISA".
Além do mais, inciativas como essa que você citou, são de responsabilidade das pessoas/entidades/assembléias/ as quais eu critico e peço mesmo, que arregacem as mangas, afinal, eu tenho minhas obrigações [cada um no seu quadrado =D]

@all
Por fim, não SINTAM-SE roceiros/caipiras/provincianos, a realidade é algo que incomoda mesmo, todavia, somente aos que vestem a carapuça.
O blog continua[eu ia parar??] e conta com as visitas constantes para novas discussões.

Mais uma vez, obrigado aos que participam dessa e de outras discussões.

Fabíola Ariadne disse...

Carroceiro, vaza daqui. Por acaso o senhor conhece outra cidade onde o povo come material radioativo, mulheres sequestram bebês tal qual novelas globais, ou adotam crianças para serem empregadas e torturadas? E esquartejador? Aqui também tem! Tarantino é daqui!
...
Quando eu quero mais, eu vou pra Goiás!

Amo Gyn City, seus problemas e suas qualidades. Faço muito pela cidade pagando meus impostos em dia, não jogando lixo na rua, nem cimentando o quintal!!! Por favor, minha filantropia não vai mudar o mundo, quem tem poder para isso é o Estado. E devemos cobrar dele isso. Por isso senhor carroceiro da cidade grande, continue empurrando essa carroça aqui, hehe.

PS: queria que todos os carroceiros acabassem, não gosto mesmo. Os mesmos não dão água para os cavalinhos e quando estes ficam inaptos para o "trabalho" são abandonados em vias causando acidentes.

Aurélio Reis disse...

@ Fabiola, então você vai curtir muito a nova música do Tim Dread [revelação do cerrado] fala sobre cavalos e ainda tem um jaba do blog como mensagem subliminar =D

O blog do TimDread é oartacalmo.blogspot.com [ainda estou construindo-o]

Anônimo disse...

VISITEM ASSIS ! CIDADE NATAL DO NOSSO CARROCEIRO !! PAULISTA DO INTERIOR É ASSIM MESMO , QUANDO CHEGA NA " CAPITAR " SE PERDE E FICA MEIO NOIADO COM TODO O RESTO:

http://www.assis.sp.gov.br/

Eu mencionei que Assis tem pouco mais de 95 mil habitantes ???? E que lá ainda se vende leite de porta a porta utilizando-se um maquinário moderno chamado carroça ????

Aurélio Reis disse...

NÃO grite!
quer dizer não escreva com CAPS LOCK ligado!
Grato,
=D

próximo...

Romulo disse...

Adorei esse blog, fala de maneira verdadeira o modo de vida dos Goiânos. O grande problema é o seguinte, Goiânia é uma cidade, ruim?, depende, essa cidade é boa para alguns eventos do tipo, passar férias, fazer carnaval, desfrutar de seu amplo acervo de prostituição, para estudarmos sociologia sobre a desvalorização feminina, seus conceitos como pessoa e seus valores, pois é só vc andar de Caminhonete e pingas no seu interior que vc tem mulheres ao seu redor....
Em fim, essa cidade de merda, tem políticas públucas erradas, investe-se muito em casas populares, porém, em terreno de preservação ambiental, a população é interiorana, o negócio e falar igual caipira, usar chapéus, esporas na bota e dizer que isso tudo é BAM DMAIS SÔ!!

Não sabem o que é Estado...Governo...nem para que serve o voto...pergunta: vc gosta de política? ai o Goiâno responde..odei..bla, bla, bla..Dai na o hora de pagar um imposto novo ao município...reclama do preço..na hora de fazer compras, não tem dinheiro...Nem imaginam, que tudo que os norteiam, é política...
O problema são os Goiânos acharem que a ideologia na qual eles vivem e direitos a serem seguidos..impostos..normas..multas...etc...Foi Deus quem os intregou assim....

Em fim, essa cidade que não oferece teatros, cultura, etc..para o povo...com o prefeito que faz o que quer, pois, o povo só sabe ir para bares, carnagoiânia e pecuária, nunca irá desenvolver..nunca....Cetro Oeste nunca foi bom...Goiânia então..nem em sua colonização não deu certo, Bandeirantes pobres, ouro de tolo...afffffff

O Governo deveria investir em Ciência, pesquisa, educação, incentivos e subisidios para tanto...etc...e a população estudar mais, a mulher ter mais valor, investindo mais nela em educação e cultura para ser alguém e não com o pensamento cultural de merda da época da escravatura, passa a vida inteira em busca de um homem rico e esquece de sua própria vida mediocre, pois se este homem não aparecer...ela tb nunca aparecerá como uma mulher produtiva nessa cidade.....

Parabéns pelo Blog...

Rômulo

BlogãodoQueiroz disse...

Sempre que leio comentários diversos aqui me vem a seguinte pergunta: Por que diabos esses extremistas que não concordam/entendem as críticas humorísticas acompanham este blog???
Por hj é só pessoal! =)