You could put your verification ID in a comment Or, in its own meta tag Or, as one of your keywords Google+

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Pesquisa do Transporte Público

A CMTC representando o estado de Goiás, em parceria com o SETRANSP, representante das empresas, dá início a pesquisa do transporte público na Região Metropolitana de Goiânia.

E este que vos escreve, fará parte dessa empreitada que tem como objetivo, sanar os problemas de logística do transporte na cidade além de trazer invoações pra city.

Percebeu? LOGÍSTICA! Não tem nada a ver com o preço da passagem. Não incomode um pesquisador que porventura o aborde nesses próximos quatro meses com perguntas que não tem a ver com o contexto.

Dados do transporte:

FROTA: 1.306

4.300 paradas [pontos]

Rodagem mensal: 8,3 km

Nº Viagens/mês: 385 mil

253 linhas

Quais as melhorias após o levantamento de dados?

Goiânia sai na frente mais uma vez com o uso de novos sistemas de gestão na operação dos serviços.[bonito né?]

Com o trabalho que vai ser desenvolvido, será possível pôr em prática um sistema que controle melhor o fluxo de usuários, a duração de cada viagem, dentre outros fatores, possibilitando que em tempo real possa ocorrer um melhor aproveitamento a frota em horários de pico, e até mesmo encurtar nossa "tranquila" viagem.

Olha isso:

• GPS na frota da Região Metropolitana

• Painel eletrônico

• 1400 abrigos novos

Reforma dos terminais

Bom né? Ainda tem aquele tanto de ônibus novinho, que atende às expectativas dos portadores de necessidades especiais.. Show de bola.

Mas precisa saber usar, ok?

Fiquei impressionado com a opinião de um colega [goiano], trabalha com a pesquisa no transporte da cidade interinamente desde 2006, serviu para reforçar a teoria que o problema não é a cidade[nunca foi], e sim o cidadão.

A qualidade de vida é a segunda melhor do país, segundo uma pesquisa recente [eu não acredito piamente], e se for mesmo, de que adianta essa qualidade, se não tem responsabilidade para usufruir os bens que tem à disposição?

Depois reclama quando chamam de província!

Em Curitiba, onde morei por dois anos  a satisfação de fazer uso do transporte público merece destaque. [ah Curitiba é desenvolvida mesmo, dirão os + chatos que eu]

[outros dirão, não vai falar de São Paulo ...???]

Não estou nem falando de economia, infra-estrutura ou... asfalto...

Começa um pouco antes e não tem custo.. Chama-se RESPEITO. Ou melhor, tem custo, pra os que não tem costume, torna-se difícil o uso constante.

Ainda em Curitiba, o primeiro a chegar à parada de ônibus, é o primeiro a adentrar o ônibus, por quê? Por que ele foi o primeiro a chegar ... ok?

Em Goiânia, não... Não, não mesmo... [tiraram as divisões nos abrigos, chamadas de currais, e vejam no que se transformou, parece um... curral]

Mas, tudo tende a melhorar após essa pesquisa. Eu espero mesmo!

Só pra reforçar, COLABORE com a cidade, não jogue lixo nas ruas, seja educado e leia alguns livros!

O mundo agradece!

Reações:

3 comentários:

Renato Resende Batista disse...

Mesmo se transfornando em currais, ainda existem alguns poucos educados(eu por exemplo) inconformado com a falta de educação geral dos cidadãos ao adentrarem nos ônibus.

Espero que melhore realmente com esse estudo, e boa sorte na pesquisa.

Aurélio Reis disse...

É assim que tem que ser Todos nos "esperamos" melhores resultados, mas as vezes dá pra fazer mais que esperar!
Abrs e obrigado!

Bebel disse...

Que brilhante intenção essa de pesquisar!
Porém, é notório que antes do "preenchimento" de um questionário para melhoria e adequação do transporte ao seu cotidiano, o goiano deveria ser educado.

CidaDÕES que ainda não sabem pra que serve uma lata de lixo n'uma calçada, ou que desconhecem "por favor", "com licença" e "obrigado", vão continuar agindo assim.
Quem entra primeiro, em um ônibus, é quem ENTRA primeiro. Ou que a janela do ônibus serve pra entrar ar, mas também para escarrar ou jogar garrafas e sacos plásticos...

Vida longa ao Renato Resende Batista (e que ele tenha amigos como ele).

Alguém tem o e-mail do Padre Anchieta ou do bandeirante Anhanguera?

: p