You could put your verification ID in a comment Or, in its own meta tag Or, as one of your keywords Google+

quarta-feira, 4 de março de 2009

Law and Soccer

1º caso - Carlão do Vila Nova

De acordo com a denúncia formulada pela Procuradoria do TJD/GO, o jogador Carlos Eduardo Dutra de Oliveira (carlão)praticou agressão física ao deslocar de forma violenta e abrupta seu braço (cotovelo) em direção à altura da cabeça de seu adversário, o jogador Anailson Brito de Oliveira, camisa nº 10 do Atlético Clube Goianiense, o que gerou uma lesão neste atleta, tendo que, inclusive, ser submetido a cirurgia para reparação do malar esquerdo, em decorrência de fratura do osso da face em quatro lugares.

O Procurador responsável ainda destacou que, mesmo que o fato não tenha sido relatado na súmula da partida, a ampla divulgação na imprensa esportiva possibilitou a formulação da denúncia, precedida de uma apuração.

A pena pode chegar a 540 dias.

2º caso - Denílson do Itumbiara

Depois de pedir treinos fechados por se irritar com cobranças da torcida, e de sair de campo vaiado na derrota por 4 a 0 para o Atlético/GO, o jogador corre o risco de ser suspenso por até dez partidas do Campeonato Goiano. O apoiador deverá ser denunciado pela Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva de Goiás (TJD/GO) por conta de uma discussão com torcedores que assistiam à partida contra o Atlético no Estádio Juscelino Kubitschek.

As provas de áudio e vídeo já foram requisitadas, e Denílson deverá ser denunciado no artigo 258 (Assumir atitude contrária à disciplina ou à moral desportiva, em relação a componente de sua representação, representação adversária ou de espectador), conforme o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Reações:

0 comentários: