You could put your verification ID in a comment Or, in its own meta tag Or, as one of your keywords Google+

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Artilheiro ou vereador?

Neste domingo, o atacante Túlio Maravilha foi eleito vereador da cidade, sendo o terceiro candidato com mais votos recebidos na capital do Estado de Goiás.
Filiado ao PMDB, o veterano do Vila Nova recebeu 10.401 votos (1,6% do total). 
No entanto,  "centroavante político" poderá até mesmo abrir mão do cargo na Câmara Municipal de Goiânia antes de tomar posse.
Isso porque, caso o Vila Nova não suba para a primeira divisão de 2009 e Túlio admite deixar a equipe.
Em entrevista exclusiva à Gazeta Press, em agosto deste ano, o atacante já havia admitido o sonho de retornar ao Botafogo, onde quer encerrar a carreira e marcar seu milésimo gol.
Caso receba a proposta para defender um clube fora de Goiás, o atacante também admite que pode pedir dispensa de vereador.
Acontece que ontem à tarde, o  discurso mudou, em entrevista ao Estadão:
"O que mais perguntam é se vou mesmo trabalhar na Câmara ou jogar futebol", comentou. "Eu respondo: Vou tocar os projetos na Câmara, onde terei ajuda dos colegas vereadores, e vou tocar o projeto do Gol 1000."
e disse também:
Para encurtar distâncias, acredita que, a partir do lugar onde estiver, poderá despachar. "Não tem ministro que foi cantor?", questionou. "Então, porque não posso ser vereador e jogador?". Túlio já faz até discurso em defesa própria. "Tem deputado que é radialista, tem vereador que é médico, agora tem também vereador que é artilheiro e, com jeito, profissionalismo e habilidade vou conciliar tudo", afirmou.


O que eu acho?
Ainda nada, só conheço o Túlio jogador de futebol, assumindo o cargo, poderemos analisar seu desempenho...
Quanto a esse impasse, acho que ele está sendo apenas "político" e promovendo o "jogador"...

eeê Goiânia
[vê se o Negro Jobs, está indeciso em voltar à Comurg ou ir para Câmara]
*com informações do Estadão e Gazeta Press.

Reações:

0 comentários: